6.05.2006

Silencia-te


Consegues ouvir os meus passos a afastarem-se dos teus?

30 Comments:

At segunda-feira, 05 junho, 2006, Blogger ? said...

sabes zofia, os passos que dou nestas situações são sempre silenciosos, e apenas se sentem... nunca se ouvem.

 
At terça-feira, 06 junho, 2006, Blogger Zofia said...

Os meus ouviram-se também. :) Mas provavelmente, porque o chão era de madeira.

 
At terça-feira, 06 junho, 2006, Blogger ? said...

hummm... é bom, assim os sentimentos enchem-se de sons e tornam-se mais presentes e mais fortes. gosto do som dos passos na madeira antiga, e gosto da firmeza que muitas vezes demonstram.

 
At terça-feira, 06 junho, 2006, Blogger pikiewikie said...

ouvimos quem de nós se afasta ou sentimos apenas, quando olhamos, a sua ausência o seu não estar?
Another nice one. *`S

 
At terça-feira, 06 junho, 2006, Blogger NaLua said...

... E quando os nossos passos continuam caminhando paralelos, e há muito que não caminhamos juntos???

Esse é o maior desencontro, e a mais silênciosa angústia.


Um Abraço

 
At terça-feira, 06 junho, 2006, Anonymous Hugo said...

esse título com essa mensagem dão um sentimento de agressividade, contudo uma agressividade agradável :)

Hugo

 
At terça-feira, 06 junho, 2006, Anonymous Hugo said...

Não resisti, desculpa, eheheh

Basta de Clamares Inocência
(Cartola)

Basta de clamares inocência
Eu sei todo o mal que a mim você fez
Você desconhece consciência
Só deseja o mal a quem o bem te fez
Basta não ajoelhes, vá embora
Se estás arrempedida
Vê se chora
Quando você partiu
Me disse chora, não chorei
Caprichosamente fui esquecendo
Que te amei
Hoje me encontras tão alegre
e diferente
Jesus nao castiga o filho que está inocente
Basta não ajoelhes, vá embora
Se estás arrependida
Vê se chora

Cantada pelo Ney... ui...

Beijinho,
Hugo

 
At quarta-feira, 07 junho, 2006, Blogger Mak, o Mau said...

Desculpa miúda, mas não consigo, isto dos tacões a baterem na madeira e este meu hábito de andar sempre de fones em altos berros está a liquidar-me a vida social...

 
At quarta-feira, 07 junho, 2006, Blogger Zofia said...

Alguém que te abra os olhos. ;)
Beijo grande, Mak.

 
At quarta-feira, 07 junho, 2006, Blogger Zofia said...

Hugo, fui imperativa. Ehehehe. Beijinho.

 
At quarta-feira, 07 junho, 2006, Blogger Zofia said...

Nalua, isso que disseste...
Sim, às vezes os passos andam em estradas paralelas, os olhos vão se cruzando, e os caminhos não se intersectam.
Beijos.

 
At quarta-feira, 07 junho, 2006, Blogger Zofia said...

Pikiewikie :)
Tu és amigo do Jota e do Pepe?

 
At quinta-feira, 08 junho, 2006, Blogger Carrie said...

Eu queria que os meus passos fossem audiveis, mas eles não são nada fortes... até me tremem as pernas, só quero voltar atrás. Mas não vou. Merda. Sê forte. :)

 
At quinta-feira, 08 junho, 2006, Blogger pikiewikie said...

yup, I am :P
*`s

 
At quinta-feira, 08 junho, 2006, Anonymous R. said...

"está calor no seu quarto, percebo perfeitamente que os meninos tenham de tirar a roupa"

A ouvir frases destas da criada de 70 anos, é natural que lhe tremam as pernas menina Carrie...

PS: Se começar a pensar no trabalho que vai ter por altura do divórcio, o casamento vai-lhe parecer uma ideia muito pior.

 
At quinta-feira, 08 junho, 2006, Blogger Zofia said...

Carrie, só voltes atrás se achares que isso não é voltar atrás. ;)
Beijinho grande.

 
At sexta-feira, 09 junho, 2006, Anonymous Anónimo said...

Oh !!! Bela Zofia !! Criatura abandonada numa qualquer praia da Costa, imune a piropos, mosquitos, ao toque e ao olhar discreto, tu estas longe de toda a gente para te ouvirem os passos...

 
At sexta-feira, 09 junho, 2006, Blogger Joao de Portugal said...

"Estou imune a muita coisa, e não gosto".Diria ela.Abraço para ti anónimo, beijinho grande para ti Sofia.

 
At quinta-feira, 15 junho, 2006, Anonymous snark said...

why do u stay?
why do u leave?

 
At quinta-feira, 15 junho, 2006, Blogger Zofia said...

Because I wanna go, and I must leave.
Or I need to go, and need to leave.










Because we're not shallow.

 
At quinta-feira, 15 junho, 2006, Anonymous snark said...

ok. queres partir e nada tens q te prenda por aqui.
existe uma outra possibilidade: só partimos para podermos regressar.
é o meu caso. vá lá saber-se pq.
nãp me parece q seja o teu. tu queres mm partir. então parte.
pq complicar o q é simples?
KISS. Keep It Short and Simple

 
At sexta-feira, 16 junho, 2006, Blogger Zofia said...

Mas quem és tu, Snark?
Eu só respondi ao meu próprio post.
Nem sei quem és.
Beijinhos.

 
At sexta-feira, 16 junho, 2006, Anonymous snark said...

Snark era o nome do veleiro de Jack London :P
uma das maravilhas da net é q toda a gente pode sair do nevoeiro.
bjoca

 
At terça-feira, 20 junho, 2006, Blogger JM said...

este post fez-me lembrar uma música de franz ferdinand. Sabes qual?

acho que os passos que as pessoas dão ao afastarem-se de nós parecem sempre muito mais barulhentos do que aqueles que dão quando se aproximam de nós. Será?

já não ouvia essa história do KISS desde a faculdade, tinha um prof de publicidade que se saia com essa de 20 em 20 min...era irritante!

 
At terça-feira, 20 junho, 2006, Blogger Zofia said...

Cada vez mais barulhentos os passos quando se afastam de nós?
Brilhante.

 
At terça-feira, 20 junho, 2006, Anonymous snark said...

a história dos passos é o efeito de Doppler. uma coisa é certa, se não o conseguimos apanhar enquanto era tempo já não o vamos conseguir apanhar novamente. o fado e a saudade exclusivas do português levam-nos a só ouvir os passos qd se afastam irremediávelmente. deixa-nos aquele nó no estonmago. dá-nos vontade de ouvir musica, escrever e quiçá rever 'closer'. o KISS, tb o ouvi vezes sem conta, a tal ponto q senti vontade de lhe dar um pontapé na boca para ver se lhe passava a vontade de vez. tv a minha realidade como informático seja diferente. mas hoje em dia e cada vez mais, o KISS é o mais importante

 
At quarta-feira, 21 junho, 2006, Blogger Zofia said...

Para mim o beijo é o mais importante, ehehehe... dizem ser a ponte entre a amizade e o amor ;) eu quero acreditar que sim. :)
Beijinho, Snark.

 
At quarta-feira, 21 junho, 2006, Anonymous snark said...

o jogo do risco em tabuleiro. a zona do médio oriente era sempre conflituosa. tal como aquele beijo na hora da despedida q vai calhar (vá lá saber-se pq), na zona entre a bochecha e a boca

 
At quarta-feira, 21 junho, 2006, Anonymous snark said...

lol. bjoca

 
At quinta-feira, 22 junho, 2006, Anonymous snark said...

pois é

 

Enviar um comentário

<< Home