5.30.2006

E um som muito fino ao longe acompanha o meu pensamento


Sinto-me assim
Um vidro com medo de partir
Uma lágrima pronta a ser chorada
Só uma metade de mim a sorrir
Sinto-me assim
Débil
Uma alma esgotada
Uma menina pequena enamorada
Um corpo que se deixa cair
Sinto-me ténue
Sinto-me tua
Não me expulses de mim.

4 Comments:

At terça-feira, 30 maio, 2006, Anonymous R. said...

... é como um copo de cristal. Se te é precioso não o coloques na berma da mesa, coloca-o ao centro. Não podes saber se se vai partir, mas podes minimizar as hipóteses de isso suceder. "Por mim não se vai partir".

 
At terça-feira, 30 maio, 2006, Blogger joaopedromira said...

deixa cair o teu corpo...

 
At quarta-feira, 31 maio, 2006, Blogger vela ao vento said...

Sentimos a tua falta, Júlia

Comentei...pq sei o que é...

 
At quarta-feira, 31 maio, 2006, Blogger Zofia said...

:) Beijinho, Vela ao Vento.

 

Enviar um comentário

<< Home