3.14.2006

Umas vezes tocas-me. Outras vezes não


O teu amor por mim senta-se num baloiço.
Parece que sim. Parece que não.
Atiras-me areia para os olhos.
Parece que sim. Parece que não.
Oiço o ranger do baloiço.
Parece que sim. Parece que não.
A tua mão estende-se para mim.
Parece que sim. Parece que não.
Oiço o som da tua voz.
Parece que sim. Parece que não.
Tropeço em ti. Caio em mim.

7 Comments:

At terça-feira, 14 março, 2006, Blogger Luisa Santos said...

"ora lá se foi a minha paciência". - num balouço desses - são comuns, esses balouços -, levou-a o vento ;-)

 
At terça-feira, 14 março, 2006, Blogger Zofia said...

Queria enjoar-vos com o embalo :P

 
At quarta-feira, 15 março, 2006, Blogger João said...

missão cumprida... agora o meu voto! :) beijo

 
At quarta-feira, 15 março, 2006, Blogger Zofia said...

Não dou.

 
At quarta-feira, 15 março, 2006, Blogger Luisa Seabra said...

Adorei!

 
At terça-feira, 21 março, 2006, Blogger JM said...

sente-se o balançar enquanto se lê...

 
At quarta-feira, 22 março, 2006, Blogger Zofia said...

Zé do balancé.

 

Enviar um comentário

<< Home