4.01.2008

Olhos verdes

Sinto o zumbido de uma mosca na minha garganta
Sinto-lhe o gosto dos ovos postos na minha língua
Deixas as varejas no meu tapete vermelho
e eu contenho aos solavancos os vómitos dentro de mim.

Tu olhas para mim com os teus olhos verdes
Enquanto esfregas as tuas mãos uma na outra, uma na outra, uma na outra.

12 Comments:

At quinta-feira, 30 novembro, 2006, Blogger João said...

ca nojo
by the way...parabéns a nós!! ;)
BJs

 
At quinta-feira, 30 novembro, 2006, Blogger Zofia said...

Parabéns a nós! :)

 
At quinta-feira, 30 novembro, 2006, Anonymous tiago r said...

Ah! Estava a ver que nunca mais escrevias um deste tipo ;)
Gosto bastante. É o contraste com o facto de vir de quem vem. Contrastas. É bom quando opostos se juntam, ou se sobrepõem - como a noite sobre o dia, que faz o anoitecer. O repudiável sobre o belo, neste caso. Ou vice-versa.

Uma boa visão é uma visão dupla.

Beijo :)

 
At quinta-feira, 30 novembro, 2006, Anonymous snark said...

á boleia pela galáxia

 
At sexta-feira, 01 dezembro, 2006, Blogger tiago lila said...

uma na outra, uma na outra, uma na outra... magnifique! :)

 
At sábado, 02 dezembro, 2006, Blogger Pedro Gamboa said...

Fogo…
Adorei…, como é possível tirar essas palavras da cabeça…
Olha, devo te dizer que gostei muito, nem sei bem porquê…
Está sublime, apaixonaste-te…
Simples, curto, vai além do que está escrito, e pega em algo tão presente e tão ignorado…
Tem um toque meio nojento, que também se torna…. Sei lá!
Altamente!

 
At sábado, 02 dezembro, 2006, Anonymous Caetano said...

mim estal muito pleocupado... mim estal culioso por sabel como foi palal esta minha leceita neste blog... ate a palte de esflegal as maos uma na outla uma na outla e uma na outla outla vez foi levelada... muito pleocupado.

Ass:
Piu Xung Yang
(uma na outla)

 
At domingo, 03 dezembro, 2006, Blogger Luisa Santos said...

ADOREI.
daqueles textos que me deixam sem palavras. que surpreendem em cada palavra. em cada linha. daqueles textos em que penso: "o q posso comentar? não há mais nada a dizer. não há nada de interessante a acrescentar a um texto repleto."

Parabéns, mana. Escreves cada vez melhor. É bom continuar a seguir a tua evolução mesmo de longe.
Beijinhos, tantas saudades mana linda :-)

 
At segunda-feira, 04 dezembro, 2006, Blogger Zofia said...

Que bom que gostaram.

Tiago R :) Beijinhos.

Esta é a estória de uma miúda que é violentada por um rapaz de olhos verdes.
É uma estória miserável...
Foi mesmo para contrastar com todas as coisas romanticas que costumo escrever. :)

Beijinhos, Caetano.

Beijinhos, Pedro.

Luisa, mana... tenho tantas saudades tuas!!! Volta depressa. Ou entao vou aí visitar-te. :)
Beijinho grande!!

 
At segunda-feira, 04 dezembro, 2006, Blogger Pri said...

Nó na garganta...

Bj grd
Pri

 
At segunda-feira, 04 dezembro, 2006, Blogger Zofia said...

Beijao, Pri.

 
At quinta-feira, 21 dezembro, 2006, Blogger Jorge said...

Sim senhora, muito comovente. Amor e varejeiras.

 

Enviar um comentário

<< Home