3.23.2006

Terás alma?


És uma árvore verde e tens ramos e folhas
Mas estás aí parada.
E por muito que vejas o céu e mo digas,
Digo-te que não vês o mundo, porque não amas.

5 Comments:

At quinta-feira, 23 março, 2006, Blogger JM said...

Árvore.

Era uma vez
uma pequena árvore
que crescia...
Não sabia como
Porque ninguém a regava
Nem a chuva lhe chegava
Para sentir a primavera
Não havia estações
Não havia anos que passassem
Muito para além da natureza
Que era algo que não conhecia
Toda a sua beleza
Vinha ninguém sabe de onde.

Lembrei-me disto que tinha no meu blog.

hummm... às vezes mais vale termos só a visão do céu do que a visão do mundo. Porque apesar de o sol estar no céu e do sol nos deixar sem ver, o mundo pode ter esse efeito a dobrar. Ou a triplicar.

(Grande confusão que para aqui vai)

E a árvore, será que dá frutos e flores quando olha para o céu ou quando olha para o mundo?

Talvez a visão do céu a mantenha apenas com as folhas verdes...

Beijinho grande. Gostei!

 
At quinta-feira, 23 março, 2006, Blogger Zofia said...

Andamos todos à procura do mesmo, e no entanto aquietamo-nos a falar para árvores. ;)

 
At terça-feira, 28 março, 2006, Blogger Luisa Santos said...

talvez porque as árvores têm aquela beleza perturbante de ser que cresce em duas direcções mas não sai do mesmo sítio :-)

não resisti :-P

 
At terça-feira, 28 março, 2006, Blogger Luisa Santos said...

já agora, por "ser", entenda-se "Ser" :-)

 
At quinta-feira, 29 junho, 2006, Blogger [ we ] said...

simplesmente lindo...

 

Enviar um comentário

<< Home