1.13.2006

Como teria sido?

Como teria sido?
Como teria sido o teu sorriso pela manhã?
O teu cabelo moldado pela almofada?
Dar-me-ias um beijo junto com um bom dia?
Como teria sido?
Como teriam sido as tuas gargalhadas partilhadas?
As tuas lágrimas entornadas?
O teu cansaço descansado em mim?
A tua voz.
Rouca.
O teu amor.
Louco.
Meu amor.
A nossa vida connosco
como teria sido?

13 Comments:

At sexta-feira, 13 janeiro, 2006, Blogger Caroço said...

Não vivas o passado; vive o presente olhando o futuro.. Não é como seria.. é como será; porque vai ser..

bj

 
At sexta-feira, 13 janeiro, 2006, Blogger Zofia said...

Bonito, o que disseste amigo. Beijinhos :)

 
At sábado, 14 janeiro, 2006, Blogger Mak, o Mau said...

Eu ia jurar é que andava aqui outro post sobre regabofe no Lux...Como teria sido se ele não tivesse sido apagado?

 
At sábado, 14 janeiro, 2006, Blogger Zofia said...

Achei que o texto estava estúpido e nao dizia nada de nada (agora entra a música do Joao Pedro Pais).
;)

 
At sábado, 14 janeiro, 2006, Blogger Luisa Santos said...

"...é como será; porque vai ser." Vim tentar deixar 1 comentário mas tdo o que me vem à mente soa-me pouco perante estas palavras. Qdo li este post numa folha, com aquelas letras duras (já sabes que tenho horror ao digital, talvez pela minha trapalhice), também não tive palavras. Porque vi-me ao espelho? Não, acho que não. Porque é fácil identificar-me (como - creio - a maioria das pessoas) com o que escreves.

Não consigo Amiga. Desculpa. Quero escrever aquilo em que acredito, que é simples, mas não me saem as palavras certas (raios partam as teclas). Acredito que vais ser Feliz. E que não te vais questionar sobre o que "teria sido" porque não deixas de fazer o que queres, o que sentes, em cada momento. Não acredito em certo ou errado. Acredito em percursos, caminhos, na Vida. Em aceitar questionando, vivendo.

Acredito que quem sonha, realiza. Quem vive, é feliz. Por esta desordem de ideias, não acredito que, um dia, penses no que teria sido. Acredito sim, que tenhas muitas histórias (ou estórias, como é que se diz mesmo?) para contar e outras para mostar enquanto as vives.

 
At segunda-feira, 16 janeiro, 2006, Anonymous Identificado said...

Uau... é mesmo isto...

 
At segunda-feira, 16 janeiro, 2006, Anonymous TheGreatAnonymous said...

Chegaria a casa às 22h30 e atirava-te um "boa noite" enqto rosnava "onde está o jantar" ao qual tu responderias com candura "está no micro-ondas".
Jantaria sozinho eqto tu vias a telenovela. Tu terias jantado 2h antes com os nossos dois filhos, entretanto deitados, e os quais eu não via há ja 4d, apesar de habitarmos a mesma casa.
Depois do jantar estendia-me no sofá com o jornal do dia (iria andar smp 1 dia desactualizado das noticias)e não trocaríamos palavra alguma à excepção do Como correu o teu dia, Bem e o teu, O puto está constipado, Já o levaste ao médico, Ainda não, Ah..., e ias deitar-te e eu iria ficar mais um bocadinho, a ver televisão, dps ia para a cama, e vendo-te estendida e a dormir tão tranquilamente, seria assolado por um momento de ternura e dar-te-ia uma festa nos cabelos e um beijo na testa. E segredar-te-ia um "gosto de ti", eqto adormecia a pensar na empresa, e logo esquecer-me-ia de ti e tudo voltava à normalidade.

Ps- fruto da minha desatençao nas aulas de portuguÊs o meu texto é uma verdadeira mixordia de condicional com imperfeito.

 
At segunda-feira, 16 janeiro, 2006, Blogger Zofia said...

;) Pelo menos há um sentimento que une, apesar de tanta coisa que afasta... Já nao é assim tao mau.

 
At segunda-feira, 16 janeiro, 2006, Anonymous TheGreatAnonymous said...

"nos" une ou "os" une?

 
At terça-feira, 17 janeiro, 2006, Blogger Luisa Santos said...

The great and anonymous, és estupidamente realista como eu sou estupidamente idealista. (sem ofensa, repara que usei o "estupidamente" para mim também).

 
At terça-feira, 17 janeiro, 2006, Blogger Mak, o Mau said...

Um gajo distrai-se e perde metade da novela. E agora nem sequer há um compacto ao fim de semana...

(devido à minha grande auto estima, vou propositadamente deixar de fora a palavra estupidamente no meu post)


PS - Pelos vistos não consegui...

 
At terça-feira, 17 janeiro, 2006, Anonymous Tyler Durden said...

Parabéns pelo texto...

P.S. - n vivas o passado...pq tens toda uma vida à tua frente...

Bj

 
At quarta-feira, 18 janeiro, 2006, Blogger Zofia said...

Obrigada ;) Beijinho.

Mas lá por escrever sobre o passado, nao significa que seja saudosista, nostalgica ou que viva agarrada a ele.
Assim como quando escrevo sobre o futuro, nao sou vidente :) Ehehehe... nao te preocupes. Nao deixo de viver o presente, que eh bem bom. ;)

Gostei de te ver no Fight Club. ;) Beijinhos para ti.

 

Enviar um comentário

<< Home