1.28.2006

30 de Janeiro de 1971

A rebeldia dos 17 anos e a vontade estúpida de sair de casa, fizeram com que ela apanhasse o primeiro autocarro e saísse da cidade. Trocava de roupa duas vezes por dia e de namorado de semana a semana. Namoros de mãos dadas, que acabavam mal elas ficavam suadas. Um dia um rapaz passou pela Ana sem sequer notá-la, e ela equacionou se ele seria cego ou gay. Mas não, esse rapaz que nao era cego nem gay casou com ela, e hoje já os dois com a vista cansada, contam 35 anos de vida partilhada.

3 Comments:

At terça-feira, 31 janeiro, 2006, Anonymous Cliente Habitual said...

Gostei muito deste post. Muito bonito mesmo.

 
At quarta-feira, 01 fevereiro, 2006, Blogger Zofia said...

Obrigada. :)

 
At quarta-feira, 31 janeiro, 2007, Blogger Gemini1st said...

E com muitas estórias, umas boas e outras nem por isso, para contar :)

 

Enviar um comentário

<< Home