3.04.2007

As tuas palavras sobram



Passas e agitas a brisa que delira
e para ti sou sempre nova
A beberes nem me recordas

Bebes-me nos recantos em que me escondo
onde a água tem cor de vinho
e os ventos estão desatentos

E eu espero a chorar e choro um pouco mais
pelo meu homem tranquilo e transparente
que me deseja num desejo mal contido

Apagas o gosto da noite triste e lenta
e tragas as horas que findam já gastas
em nevoeiros e desencantos demorados

Desalgema-te das minhas mãos
Todos os dias imperfeitos são meus eleitos
porque a tua perfeição era mentira.

26 Comments:

At domingo, 04 março, 2007, Anonymous Anónimo said...

Gosto muito!!
Mas ela quer parar? Dizem que parar é morrer.....!!

 
At domingo, 04 março, 2007, Blogger Zofia said...

Ainda bem que gostas. Ela quer parar para nao findar, e aqui cessar nao é morrer. É sobreviver. :)
Beijinhos.

Nao deviamos prolongar situacoes moribundas. Acabamos por morrer. Há que partir em frente.

 
At domingo, 04 março, 2007, Anonymous snark said...

:)))
sobe ao arbusto mais alto e confia no vento

 
At domingo, 04 março, 2007, Blogger Zofia said...

Muito bonito isso que escreveste.

 
At domingo, 04 março, 2007, Anonymous snark said...

são rosas de papel como as das feiras.
mas ajuda

 
At segunda-feira, 05 março, 2007, Blogger mole said...

Desalgemar as mãos ou desligar as máquinas, como um dia alguém me disse...

 
At segunda-feira, 05 março, 2007, Blogger Zofia said...

Olá mole,
Lamento muito se passaste pelo que me parece que passaste.
Um beijinho grande.

 
At terça-feira, 06 março, 2007, Blogger João said...

Zofia, you're back in business!
A nossa mente, ás vezes, é quem mais nos mente...
Beijinhos

 
At quarta-feira, 07 março, 2007, Blogger Zofia said...

É verdade, J.
Costumo dizer que o meu cérebro é o meu melhor amigo e o meu pior inimigo. ;)
Beijinho grande.

 
At quarta-feira, 07 março, 2007, Anonymous Anónimo said...

Os inimigos escolhem-se. :>

 
At quarta-feira, 07 março, 2007, Blogger Carrie said...

A perfeição é sempre uma ilusão.
:)

 
At quarta-feira, 07 março, 2007, Blogger O Pâncreas said...

uma sufocante desilusão.........................................................................................................mas faz -nos vivos e seres sofredores...

espero q estejas bem.

R.

 
At quarta-feira, 07 março, 2007, Blogger Zofia said...

Se tenho de escolher os meus inimigos, escolho o meu cérebro e nao o de outros, entao. :) Gosto de inimigos fortes. :P Fazem-nos crescer mais depressa.

 
At quarta-feira, 07 março, 2007, Blogger Zofia said...

Estou há sete meses a tentar encontrar um defeito numa pessoa, e ainda nao encontrei, Carrie. :)

É como ir às compras. A Berska tem coisas horriveis e más, mas de vez em quando, bem escondida está aquela camisa linda, diferente e que combina contigo. Só temos é de ter olho. Saber procurar. Já sabes o que fiz no Verao passado: encontrei a tal camisa. ;)

 
At quarta-feira, 07 março, 2007, Blogger Zofia said...

Beijinhos, Pancreas. :)

 
At quinta-feira, 08 março, 2007, Anonymous Anónimo said...

Ao contrário do possível, o impossível não existe.

 
At quinta-feira, 08 março, 2007, Blogger Zofia said...

Nao existe porque tudo é possível? :)
When there is a will, there is a way, they say...

 
At quinta-feira, 08 março, 2007, Anonymous Anónimo said...

Lol. Isso mesmo, tudo depende da vontade.
No entanto, a vontade em fazer o que está certo, em nada é diferente da vontade em fazer o que está errado.
Para separar o trigo do joio, não nos devemos limitar ao entusiasmo.
A maioria das pessoas entusiasma-se facilmente e ficam cegas, e a culpa é sempre de alguém.

 
At quinta-feira, 08 março, 2007, Anonymous Anónimo said...

"...a tentar encontrar um defeito numa pessoa..."
Isto não soa assim muito bem, pois não?
Sofes, vá lá curtir mais um bocado e depois volta para comentar.
XX, J

 
At quinta-feira, 08 março, 2007, Blogger JM said...

eu quero beber um malibu limao que nunca mais chega :)

continua a escrever..como ja habituaste os teus fieis e queridos leitores.

"Todos os dias imperfeitos são meus eleitos
porque a tua perfeição era mentira."

gostar das imperfeições é o maior dom que podemos ter, num mundo em que tudo o que está à nossa volta é imperfeitamente bonito.

Beijo grande do teu amigo Joao Marques :)

 
At sexta-feira, 09 março, 2007, Anonymous snark said...

:) sete meses até nem é mt tempo.
há sempre os outros pontos de vista, claro

 
At sexta-feira, 09 março, 2007, Blogger Zofia said...

XX, J. :)
Soa mal mas nao é assim tao mau. É muito bom. Sabes quando a esmola é muita, o pobre desconfia. As pessoas sao assim mesmo. Quando é demasiado perfeito, estranha-se. Mas depois, como dizia Fernando Pessoa sobre a minha querida coca-cola, depois entranha-se. ;)

 
At sexta-feira, 09 março, 2007, Blogger Zofia said...

JM, bolas, um malibu limao e uma coca-cola que depois afinal já era pepsi e nao podia ser em garrafa, so daquelas horriveis de pressao. Enterro meu caro, que enterro.
Lux, onde estás?
Uma correccao Joao, és muito mais que só meu amigo. Faltou lá a palavra melhor. ;)

 
At sábado, 10 março, 2007, Anonymous alaskacrabfisherman said...

assim ja (re)começo a gostar :)
rooftop rendez-vous?

 
At segunda-feira, 12 março, 2007, Blogger inimaginavel said...

A perfeição não existe. E por isso, um dia, vais encontrar o tal defeito. Mas são os defeitos que nos dão alguma piada, ou não?

 
At terça-feira, 13 março, 2007, Anonymous joaozinho said...

não procuro pessoas perfeitas
quero pessoas sensíveis e inteligentes e às vezes já parece que estou a pedir muito :)

Lux Lux...detesto a girafa!

 

Enviar um comentário

<< Home